No Ministério da Infraestrutura, Rodrigo Agostinho cobra revitalização da malha ferroviária de Bauru e região

Deputado esteve na Secretaria Nacional de Transportes Terrestres 

(Brasília, 26 de agosto de 2019) – O deputado federal Rodrigo Agostinho esteve no Ministério da Infraestrutura na última semana e cobrou a revitalização da malha ferroviária para o transporte de passageiros e cargas no município em Bauru (SP) e região. O parlamentar paulista foi recebido na sede da Pasta por representantes do corpo técnico da Secretaria Nacional de Transportes Terrestres.
 
LOCALIZAÇÃO ESTRATÉGICA
Em ofício protocolado ao ministro Tarcísio Gomes de Freitas, Rodrigo Agostinho argumentou que o município é o mais populoso do centro-oeste paulista e está localizado em região geográfica estratégica, a cerca de 330 km da capital paulista.
“Bauru, devido à sua importância para o desenvolvimento econômico do estado de São Paulo e para o Brasil merece receber programas e recursos financeiros que possam retomar e revitalizar a malha ferroviária para implementar o transporte de passageiros. Temos o maior entroncamento da região. Há mais de uma década o Brasil se debruça sobre o problema do transporte público de massa com o debate da mobilidade urbana e da integração regional”, assinalou. 

MOMENTO OPORTUNO
No documento, o deputado também relembrou que em meados da década de 1990, os trens auxiliavam significativamente no transporte de passageiros na região de Bauru. “A revitalização se faz mais do que necessária. A cidade respira a história ferroviária do país. Precisamos de mais investimentos e esse é melhor momento para retomar essa reivindicação antiga. O serviço está largado, os vagões abandonados e o transporte de cargas sucateado”, detalhou.

Ao final da reunião, os representantes do ministério se comprometeram em avaliar os aspectos técnicos da solicitação pleiteada pelo deputado. 
Atualmente, as ferrovias paulistas operam em regime de concessão. Já houve sinalização que há margem de negociação junto às concessionárias para que o mercado seja explorada de maneira efetiva. 

Fonte: Assessoria do deputado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *